Publicidade

Obras

Instalação de manta subcobertura

A manta instalada sob as telhas ajuda a garantir estanqueidade e conforto térmico. Confira os procedimentos para executar uma subcobertura em um telhado em reformas

Reportagem: Juliana Nakamura
Edição 28 - Março/2010

Em reformas ou mesmo durante a construção de telhados novos, a colocação da subcobertura é uma das fases mais críticas. Não por se tratar de uma etapa difícil de executar. Muito pelo contrário. Leves e de manuseio simples, as mantas são facilmente pregadas nos caibros de madeira. O problema é que, muitas vezes, essa etapa é deixada de lado, resultando em infiltrações, goteiras e mofo.

Júlio Domingues, gerente de marketing para a América Latina da DuPont, explica que o uso da subcobertura pode trazer ganhos importantes ao imóvel. Primeiro, ao servir como barreira física para a entrada de água. Segundo, porque as mantas funcionam também como barreira térmica, reduzindo a transferência de calor para dentro do ambiente.

Além disso, o material proporciona maior vida útil ao telhado ao evitar que a madeira utilizada na estrutura sofra apodrecimento causado pelo acúmulo indevido de água. Por fim, as subcoberturas com mantas compostas por fibras de polietileno de alta densidade podem ser respiráveis, ou seja, permitem que o vapor gerado dentro do imóvel saia pelos poros da manta, mas sem permitir que a água na forma líquida se infiltre no ambiente seco. Só que todas essas vantagens podem ser jogadas fora se não houver uma instalação adequada. Por isso, fique de olho nos procedimentos e dicas listados a seguir.

Ferramentas e Epis

Fotos: Marcelo Scandaroli

Martelo, cinto para ferramentas, serrote, lápis, estilete, linha, metro e esquadro. EPIs obrigatórios: capacete, luvas, cinto paraquedista, óculos.


Passo 1

Fotos: Marcelo Scandaroli

Os trabalhadores iniciam a retirada das telhas para chegar à estrutura da cobertura.

 

Passo 2

Fotos: Marcelo Scandaroli

As ripas também foram eliminadas, já que não estavam em condições de serem reaproveitadas.

 

Passo 3

Fotos: Marcelo Scandaroli

Como nesse caso os caibros ainda estavam íntegros, não precisaram ser substituídos. Quando se tratar de novas instalações, os caibros deverão ser pregados paralelamente, com espaçamento de 30 a 50 cm aproximadamente.

 

Detalhe

Fotos: Marcelo Scandaroli

Antes de prosseguir com a instalação da cobertura, os telhadistas realizam a limpeza de toda a área com a ajuda de um vassourão.

 

Passo 4

Fotos: Marcelo Scandaroli

Antes de recolocar as ripas de madeira é preciso inserir a subcobertura. Desenrole a manta no sentido perpendicular aos caibros com a folha de alumínio voltada para baixo. Comece sempre de baixo para cima, ou seja, do beiral até a cumeeira do telhado.

 

Passo 5

Fotos: Marcelo Scandaroli

Com martelo e prego prenda a manta ao frechal (viga de madeira no topo da parede). Deixe uma sobra de manta de aproximadamente 10 cm para ser dobrada para dentro da calha quando esta existir.

 

Passo 6

Fotos: Marcelo Scandaroli

Em seguida, ainda com martelo e prego, fixe a manta aos caibros. Esse processo pode ser feito também com grampeador de tapeceiro.

 

Passo 7

Fotos: Marcelo Scandaroli

Inicie a colocação dos contracaibros (também chamados de recaibros) pregando-os aos caibros. Os contracaibros são fundamentais para criar um distanciamento entre a manta e a telha, permitindo a circulação de ar.

 

PÁGINAS :: 1 | 2 | Próxima >>
Destaques da Loja Pini
Aplicativos

Publicidade