Instalação residencial | Equipe de Obra

Publicidade

Obras

Circuitos elétricos

Instalação residencial

Confira como fazer corretamente sete tipos de instalação elétrica de baixa tensão. E veja como evitar quatro erros comuns

Reportagem: Luiz Voltolini
Edição 46 - Abril/2011
PONTOS DE LUZ
Uma lâmpada comandada por um interruptor Uma lâmpada e dois interruptores
A instalação de uma lâmpada fluorescente de 127 V/15 W, comandada por um único ponto é feita por meio de um interruptor simples, de apenas uma tecla. O condutor N segue direto para um dos terminais da lâmpada. O condutor R segue até o interruptor. Este fio é o condutor que retorna da lâmpada ao interruptor. Este circuito não necessita de fio terra, mas a inclusão do PE no eletroduto permite que ele seja utilizado para aterrar a carcaça metálica de uma luminária instalada no lugar da lâmpada.

Duas lâmpadas e um interruptor
A instalação de duas lâmpadas comandadas por um interruptor simples segue o mesmo esquema de uma lâmpada. O condutor R segue até o interruptor e o N segue direto para um dos terminais de cada lâmpada. Nesse caso há dois retornos das lâmpadas ao interruptor. A ligação dos pontos de luz deve ser feita em paralelo e não em série.







A instalação de um ponto de luz com dois pontos de comando é o circuito com interruptor paralelo. Este tipo de interruptor possui três polos: o polo central é o terminal comum e os polos extremos são os terminais que abrem e fecham o contato de forma não simultânea. Nesse caso, o N segue para um dos terminas da lâmpada. O R segue até o polo central do primeiro interruptor. Os retornos ligam as extremidades dos dois interruptores paralelos e ligam o polo central do segundo interruptor ao outro terminal da lâmpada. Veja nos desenhos como se dá a operação de ligar e desligar nesse tipo de instalação.


TOMADAS
Há dois tipos de tomadas, a Tomada de Uso Geral (TUG) e a Tomada Uso Específico (TUE).


TUG: destinada à ligação de mais de um equipamento (não simultaneamente) e cuja corrente de consumo não seja superior a 10 A (ampère). São tomadas para liquidificador, geladeira, ventilador, ferro elétrico, televisão, DVD, equipamento de som etc. Para instalar tomadas com circuito monofásico de uso geral use fios de 2,5 mm2 e de preferência disjuntores de 10 A, pois as tomadas são fabricadas para suportar até esta amperagem. Ligue o N no polo esquerdo da tomada e o R no polo direito. O PE segue diretamente para o polo central.



TUE: usada para alimentar de modo exclusivo equipamento com corrente nominal superior a 10 A, como torneira elétrica, lavadora de louças, chuveiro, ar-condicionado, motor de portão automático, bomba de piscina etc. Para instalar tomadas com circuito monofásico de uso específico, a TUE, use fios de 2,5 mm2 e de preferência disjuntores de 15 A. Além disso, identifique no QD o número do circuito e a qual equipamento ele se destina. A instalação segue o mesmo esquema da TUG.




CHUVEIROS


O circuito de uma tomada alta bifásica de 220 V para fornecer 5.400 VA (volt-ampère), destinado à alimentação de um chuveiro (TUE) é instalado a 2 m do piso. Nesse caso, a alimentação é feita por duas fases diferentes e pelo terra (R, S e PE) com fio de bitola de 6 mm2. Na prática, a conexão do chuveiro à rede elétrica não é feita por tomada, mas por emenda ou dispositivo próprio para conexão.
NUNCA FAÇA ASSIM!
1. Ligação com um jumper (conexão direta entre dois pontos) no R e outro no N ligando ao centro do interruptor e outro jumper ligando R e N direto à lâmpada. Isso ocasiona curto-circuito.
2. Ligação do N no interruptor e também na lâmpada. Nesse caso não há corrente elétrica e a lâmpada não acenderá.
3. Ligação da R no interruptor e também na lâmpada. Isso provoca curto-circuito.
4. N ligado no interruptor e o R na lâmpada. Isso nunca deve ser feito, pois leva a corrente direto para lâmpada, provocando descarga elétrica em quem for trabalhar no sistema.

PÁGINAS :: << Anterior | 1 | 2