Publicidade

Obras

Raio X

Argamassa polimérica

Saiba como funciona esse sistema de impermeabilização rígido indicado para estruturas enterradas e não sujeitas a movimentações

Reportagem: Juliana Nakamura
Edição 61 - Julho/2013

A facilidade de aplicação e o menor custo comparado a outros produtos torna a argamassa polimérica um dos sistemas de impermeabilização rígidos mais empregados nas obras brasileiras. A solução é indicada para conter a umidade e evitar infiltrações em estruturas sujeitas a pouca ou nenhuma movimentação, caso de cortinas de contenção, reservatórios enterrados (incluindo piscinas), cisternas, baldrames, rodapés e subsolos, além de áreas frias, como banheiros, lavabos, cozinhas e áreas de serviço.

Produzida industrialmente, a argamassa polimérica é composta por cimento, agregados minerais inertes, polímeros acrílicos e aditivos. Uma vez misturados no canteiro e devidamente aplicados, esses componentes formam um revestimento durável, com propriedades impermeabilizantes e elevada resistência mecânica.

Ilustrações: Daniel Beneventi
clique na imagem para ampliar

 

1. Substrato
A estrutura a ser impermeabilizada deve estar limpa, sem partes soltas ou desagregadas. Também precisa estar úmida, para facilitar a aderência da argamassa polimérica. Eventuais trincas e fissuras devem ser tratadas antes da impermeabilização.

2. Argamassa polimérica
Pode ser aplicada com trincha, como pintura, mas sempre em camadas regulares. A quantidade de demãos é indicada pelo projeto de impermeabilização. No momento da execução, é fundamental que o intervalo entre demãos para a cura do impermeabilizante seja respeitado.

3. Tela de poliéster
É aplicada em áreas críticas, como no entorno de ralos, para reforço. A tela deve sempre ser colocada entre camadas de argamassa polimérica.

4. Argamassa polimérica
Para desempenho adequado, é fundamental que a tela seja completamente recoberta com o impermeabilizante.

5. Proteção mecânica
Passado o período de cura, é recomendável a execução de uma camada de argamassa sobre a impermeabilização concluída para proteção mecânica.

6. Revestimento
Após a impermeabilização, a superfície pode receber diferentes tipos de revestimento, desde pintura até placas cerâmicas.

7. Componentes
Argamassas poliméricas são compostas por cimento, agregados minerais inertes, polímeros acrílicos e aditivos que formam um revestimento impermeável. São produtos encontrados no mercado na versão bicomponente, sendo uma parte em pó (cimento e agregados minerais) e outra parte líquida (polímero). Antes da aplicação, esses produtos devem ser devidamente misturados e homogeneizados.

8. Como funciona?
Argamassas poliméricas detêm a propriedade de penetrar na porosidade do substrato e promover uma cristalização superficial. Dessa forma, os poros do concreto são preenchidos, impedindo a penetração da água.

 

 

Destaques da Loja Pini
Aplicativos

Publicidade