Publicidade

Obras

Raio X

Revestimento argamassado

Conheça as camadas que compõem um revestimento à base de argamassa e suas respectivas funções

Reportagem: Juliana Nakamura
Edição 62 - Agosto/2013

Os revestimentos, sejam em superfícies internas ou externas, exercem papel importante de regularização, impermeabilização, proteção contra intempéries e melhoria das condições termoacústicas nos ambientes. Assim ocorre também com os revestimentos argamassados, muito utilizados na construção civil brasileira. Esse sistema pode ser definido como um revestimento multicamadas capaz de recobrir a superfície de concreto ou alvenaria, ao mesmo tempo em que cria um substrato adequado para receber o acabamento final (pintura, cerâmica, pastilha etc.).

Os revestimentos em argamassa são geralmente compostos por três camadas superpostas, contínuas e uniformes: chapisco, emboço (massa grossa) e reboco (massa fina). Cada uma delas tem uma função e requer cuidados específicos com relação ao traço e à forma de execução.

Ilustrações: Daniel Beneventi
Ilustrações: Daniel Beneventi Ilustrações: Daniel Beneventi
Ilustrações: Daniel Beneventi

1 Base
A superfície que irá receber o chapisco, seja ela de concreto ou de alvenaria, deve estar devidamente curada, limpa, uniforme e livre de desagregações. Também deve ser previamente umedecida.

2 Chapisco
É a etapa de preparo da base com o objetivo de torná-la mais rugosa e homogênea à absorção de água. O chapisco facilita a ancoragem do emboço. Por isso, requer uma argamassa de alta resistência mecânica. Há três tipos de chapisco mais usuais:

2.1 Convencional
Consiste no lançamento vigoroso de uma argamassa fluida sobre a base com uma colher de pedreiro. A textura final é rugosa, aderente e resistente. Pode ser aplicado por projeção em fachadas.

2.2 Industrializado
Usualmente aplicado sobre a estrutura de concreto, esse tipo de chapisco é feito com argamassa industrializada. É aplicado com desempenadeira denteada.

2.3 Rolado
Usa argamassa fluida obtida pela mistura de cimento e areia, com adição de água e aditivo. Pode ser aplicado tanto na estrutura como na alvenaria, com rolo para textura acrílica. É mais comumente aplicado em revestimentos internos.

3 Emboço
Para desempenho adequado, é fundamental que a tela seja completamente recoberta com o impermeabilizante.

3.1 Reforço
O uso de telas metálicas é indicado para estruturar camadas de revestimento espessas e/ou atenuar o aparecimento de fissuras provenientes de movimentações. Esses reforços geralmente são aplicados numa posição intermediária da espessura do emboço. A camada final de argamassa deve proporcionar cobrimento mínimo da tela.

4 Reboco
Também chamado de massa fina, é a camada final que torna a textura da parede mais lisa para receber pintura. Pode ser substituído pela aplicação de massa corrida. O reboco usa argamassa de areia e cal com granulometria mais fina que a do emboço. É aplicado com desempenadeira em movimentos circulares.

5 Revestimento final
Após a cura da argamassa, o que leva cerca de 25 dias, a superfície estará pronta para receber o revestimento final, como pintura. No caso de placas cerâmicas e pastilhas, o reboco não é aplicado.

Apoio técnico: Associação Brasileira de Cimento Portland (ABCP).
* Imagem meramente ilustrativa - não serve como referência de projeto.

Publicidade