Publicidade

Obras

Especial impermeabilização

Conheça os sistemas de impermeabilização de fundações diretas

Saiba como funcionam os sistemas de impermeabilização usados em elementos de fundação direta

Reportagem: Juliana Nakamura
Edição 65 - Novembro/2013

Embora não estejam expostas às intempéries, como sol e chuva, as fundações ficam em contato constante com a umidade do solo. Por isso, a impermeabilização é tão importante para evitar que a umidade suba pelas alvenarias e elementos estruturais e provoque uma série de consequências desagradáveis, como destacamentos de revestimentos internos e danos estruturais. Além das tecnologias citadas nesta reportagem, há outras alternativas para impermeabilizar elementos de fundação. O importante é que o sistema escolhido seja adequado à qualidade do solo e às particularidades da obra em questão. Também é imprescindível a aplicação, conforme orientação do fornecedor do produto.

VIGA-BALDRAME

Geralmente usadas em obras com cargas pequenas (residências) sobre solo firme, a viga-baldrame pode ser de alvenaria, concreto simples ou armado. Uma das etapas obrigatórias em sua execução é a impermeabilização.

RADIER

O radier é um tipo de fundação que funciona como uma laje de concreto armado. Por ser uma área extensa e mais sujeita às fissuras, o melhor é optar pelos sistemas de impermeabilização mais flexíveis, como as mantas asfálticas, que acompanham a movimentação da laje e criam uma barreira física, evitando que a umidade presente no solo suba para a estrutura pelos poros do concreto.

SAPATAS

No caso das sapatas, uma solução usual é o capeamento com argamassa impermeável em toda a superfície da fundação (laterais e topo), antes de fechar as cavas. Após secagem completa, aplicase tinta asfáltica impermeável com o auxílio de uma trincha.

Fotos: Marcelo Scandaroli

Apoio técnico: Instituto Brasileiro de Impermeabilização (IBI).

 

Publicidade