Publicidade

Materiais e ferramentas

Raio-X - Argamassa projetada

Escolha do sistema dependa das características específicas de cada obra

Reportagem: Mauricio Besana
Edição 94 - Abril/2016
MARCELO SCANDAROLI
As bombas projetoras de rotor e estator contam com alcance de 20 m na horizontal e de até 90 m na vertical

Não é novidade que soluções de mecanização no canteiro aumentam a produtividade e melhoram a qualidade dos serviços executados. Com a argamassa projetada, além da rapidez, o fluxo contínuo do bombeamento somado à força constante de lançamento garantem maior uniformidade das superfícies argamassadas. Mas as vantagens podem desaparecer se técnicas apropriadas não forem empregadas.

Primeiro, é fundamental que os operários realizem um treinamento de operação das máquinas, simulando todas as etapas do processo de projeção. A escolha da bomba, por sua vez, deve se adequar às características da obra. Há dois tipos de bombas projetoras para aplicação de revestimentos com argamassa: as de pistão, mais pesadas, são mais recomendadas quando não há necessidade de mover o equipamento pelo canteiro. Já as de rotor e estator são mais compactas, facilitando o transporte do equipamento entre pavimentos.

Conteúdo exclusivo para assinantes da Equipe de Obra

Outras opções

Destaques da Loja Pini
Aplicativos

Publicidade