Publicidade

Projetos

Plantas - Calçadas

Projetos de calçadas devem garantir um fluxo eficiente de pedestres e empregar medidas de acessibilidade

Reportagem: Mauricio Besana
Edição 95 - Maio/2016

Alguns tipos de projetos de edificações devem considerar a interação entre espaço privado e público, além de garantir um fluxo eficiente de pessoas e veículos entre esses dois ambientes. É o caso das calçadas de condomínios residenciais. A planta a seguir foi elaborada de acordo com o Programa Passeio Livre, instituído pela Prefeitura de São Paulo em 2012 com o objetivo de padronizar as calçadas da cidade. Segundo essa determinação, as calçadas devem ser projetadas com três faixas, geralmente chamadas de A, B e C. A primeira é onde são posicionados postes e árvores, a segunda é destinada exclusivamente ao trânsito de pedestres e a última pode ser usada como área livre ou de acesso, variando de acordo com cada projeto. Uma prática comum é o plantio de grama nas faixas A e C.

Na hora de ler um projeto de calçada é muito importante atentar para os locais onde deve ser aplicada a guia rebaixada e a guia comum. Outro detalhe que merece atenção são as medidas de acessibilidade.

Conteúdo exclusivo para assinantes da Equipe de Obra

Outras opções

Destaques da Loja Pini
Aplicativos

Publicidade