Publicidade

Projetos

Materiais - Pastilhas de porcelana

Indicado para áreas com muita umidade, o material exige cuidados especiais de rejuntamento

Reportagem: Mauricio Besana
Edição 99 - Setembro/2016
 

O revestimento com pastilhas é uma técnica que permite acabamento diferenciado e pode ser usado em áreas internas e externas, sujeitas a umidade ou não. Além das de porcelana, as pastilhas podem ser feitas de cerâmica ou vidro. As de porcelana, com taxa de absorção de água menor que 0,5%, são largamente usadas em piscinas e revestimento interno de banheiros.

O método de aplicação das pastilhas de porcelana não difere do processo das peças de cerâmica ou vidro. A principal diferença se dá em relação ao local de aplicação. Para o procedimento em piscinas, por exemplo, é preciso realizar um teste de estanqueidade do tanque antes de começar a aplicação. Depois de assentar as pastilhas, a piscina deverá ser enchida com água respeitando-se o tempo de cura determinado pelos fabricantes de argamassa e rejunte.

A norma que orienta os trabalhos com pastilhas de porcelana é a NBR 15.463:2013 Placas Cerâmicas para Revestimento - Porcelanato. As aplicações em piscina devem considerar a NBR 9.818:1987 Projeto de Execução de Piscinas - Procedimento. Para recomendações sobre rejuntamento, a norma a ser consultada é a NBR 13.753:2015 Revestimento de Piso Interno ou Externo com Placas Cerâmicas e com Utilização de Argamassa Colante - Procedimento.

Conteúdo exclusivo para assinantes da Equipe de Obra

Outras opções

Publicidade