Publicidade

Carreira

Notícias

Redução do peso do saco de cimento de 50 kg é apoiada pelo Seconci-SP

Para a entidade, mudança pode diminuir os afastamentos de trabalhadores da construção civil por conta de dores e inflamações nos ombros, juntas e tendão

Gabrielle Vaz, do Portal PINIweb
4/Maio/2017
Marcelo Scandaroli

A redução do peso dos sacos de cimento de 50 kg está em debate desde o 1º Encontro sobre o Manuseio do Saco de Cimento e suas Consequências na Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora, que aconteceu no dia 27 de abril em São Paulo. A medida é defendida pelo Serviço Social da Construção (Seconci-SP) e demais entidades sindicais por causar grande danos à saúde do trabalhador.

"É preciso que se busque a diminuição do peso do saco do cimento, mas também que haja uma análise ergonômica para identificar como o trabalhador executa suas tarefas e, a partir desta avaliação, identificar as oportunidades de melhoria naquela atividade; além da implementação de treinamentos que motivem estes profissionais a adotar boas práticas e instrumentos que possibilitem a gestão da saúde", comentou a Dra. Norma Araújo, superintendente do Instituto de Ensino e Pesquisa Armênio Crestana (Iepac).

A superintendente apresentou um estudo sobre os afastamentos no setor da construção e o principal motivo, com 30,1%, foram as dores lombares e inflamações nos ombros, juntas e tendão. Os números por mais que sejam preocupantes, apresentam uma queda de afastamentos durante o período analisado entre 2012 e 2015, passando de 43% em 2012 para 35% em 2013; 34,5% em 2014; e 34,4% em 2015.

Foi destacado também, que é importante junto a redução do peso do saco de cimento, mudanças na prática de exercício das atividades. "Na Inglaterra e em alguns países da comunidade europeia, por exemplo, houve a redução do peso do saco de cimento e, por consequência, a diminuição das doenças osteomusculares. Contudo, o impacto não foi tão grande quanto se esperava. Isso porque as posturas inadequadas dos trabalhadores não mudaram", afirmou a Dra Norma.

Publicidade