Com garagens e áreas comuns, térreos e subsolos precisam de mais espaço livre do que apartamentos, em que pilares se escondem em paredes. Daí a importância de elementos de transição

Com garagens e áreas comuns, térreos e subsolos precisam de mais espaço livre do que apartamentos, em que pilares se escondem em paredes. Daí a importância de elementos de transição

A função dos elementos de transição é distribuir ou concentrar carregamentos de uma estrutura devido a necessidades arquitetônicas, logísticas ou de alteração dos sistemas estruturais.

Ou seja, quando, por exemplo, há quatro pilares suportando as cargas transmitidas ao longo dos andares e, ao chegar ao térreo, é preciso reduzir a quantidade de interferências para aumentar a quantidade de vagas de garagem no subsolo. O responsável por esse desvio no carregamento é um elemento de transição. O mesmo acontece no caso de blocos de fundação, que transferem a carga depositada por um pilar para um conjunto de estacas, no caso de fundações profundas. Com relação às transferências de carga, para que o efeito desejado seja atingido os elementos de transição contam com armaduras especialmente concebidas para esta finalidade para que os esforços sejam compensados de maneira adequada e não ocorram patologias.,

Daniel Beneventi

1. Alvenaria estrutural

2. Lajes de transição Comuns em edifícios em alvenaria estrutural ou com paredes de concreto, são pavimentos formados por vigas de transição que recebem as cargas das paredes estruturais e as transferem para pilares. São necessárias para abrir espaço em pavimentos térreos e subsolos, que abrigam áreas de uso comum e garagens. Costumam consumir muito material e têm execução complexa.

3. Vigas Quando nos subsolos há pilares em posições diferentes dos que há do térreo para cima, são essas vigas que transferem as cargas de um pilar para outro. “São estruturas caras, pois, consomem grandes volumes de concreto e aço, além de necessitarem de execução cuidadosa, uma vez que apoiam todos os andares do edifício”, explica Marcos Monteiro, professor da disciplina de Estruturas de Concreto, do curso de Engenharia Civil, do Instituto Mauá de Tecnologia. “Assim, é importante buscar soluções alternativas”, complementa o professor, Januário Pellegrino Neto, também da Mauá.

4. Blocos de transição Geralmente usados em fundações, para transferir a carga de um ou alguns pilares para diversas estacas.

5. Estacas de fundação

Reportagem: Juliana Martins

Apoio técnico: Marcos Monteiro e Januário Pellegrino Neto, professores da disciplina de Estruturas de Concreto, do curso de Engenharia Civil, do Instituto Mauá de Tecnologia.