Glossário: aumente seu vocabulário

Glossário: aumente seu vocabulário

Agregados reciclados: são obtidos por meio do processamento de resíduos chamados “classe A”. O termo foi criado pela resolução no 307 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), de 2002, que regulamenta a gestão dos resíduos de construção e demolição, como tijolos, blocos, telhas, concreto, solos provenientes de terraplenagem, entre outros. Esse material não deve ser usado para fins estruturais.

Argamassa modificada: argamassa com adição de polímeros. Pode ser usada para revestir pisos e contrapisos e para reparar e recuperar elementos estruturais. Também pode ser aplicada em áreas molháveis, a fim de aumentar a impermeabilidade.

Bica corrida: pedra brita e fragmentos de pedra com diversos tamanhos usados, principalmente, na base ou subbase de pavimentos.

Brise: saliência colocada na fachada ou na lateral da edificação, na posição vertical ou horizontal, para impedir a incidência direta do sol.

Caliça: sobras ou fragmentos de argamassa de cimento, cal e gesso, que se desprendem das paredes e tetos durante a execução dos revestimentos.

Foto: Marcelo Scandaroli

Cristalizantes: compostos químicos de cimentos, aditivos, resinas e água. O produto é aplicado diretamente sobre a estrutura a ser impermeabilizada. Ao entrar em contato com a água de infiltração, cristaliza-se e preenche-se os poros do concreto, formando uma barreira impermeável. Devem ser usados em reservatórios enterrados, baldrames, piscinas enterradas, entre outros.

Espaçadores plásticos: têm a função de centralizar as armaduras e garantir que o cobrimento de concreto proteja as estruturas contra corrosão.

Fibrocimento: material resultante da união do cimento comum com fibras de qualquer natureza – a mais comum é a fibra do amianto.

Fusível: dispositivo que contém uma tira ou arame de metal fundível que derrete sob ação do calor produzido por corrente excessiva, interrompendo o circuito.

Gabarito: marcação feita com tábuas e pontaletes que determina os limites da obra e facilita a marcação dos locais de cortinas, fundações e outros elementos da obra.

Granilite: mistura de cimento (geralmente branco), pó de mármore e grânulos de rochas, usada para revestir paredes e pisos. Executado no próprio local da aplicação, exige juntas de dilatação.

Hidrojateamento: lavagem de pavimentos e outros elementos com hidrojateadora – máquina de alta pressão – para total retirada das partículas geradas por abrasão.

Hidrômetro: aparelho utilizado para medir e registrar a quantidade de água que passa por uma tubulação.

Manta de TPO: membranas fabricadas com material termoplástico flexível reforçado com malha de poliéster. Tem elevada resistência a rasgos, perfurações, bactérias, raios solares e ações climáticas. É usada em coberturas.

Muro de arrimo: muro de madeira tratada, alvenaria, brita ou concreto, utilizado para conter massa de terra. Também chamado de muro de contenção de talude.

Ramal predial: tubulação horizontal que liga uma prumada a um ponto de distribuição de água ou gás.

Steel frame: sistema construtivo com paredes estruturais formadas por perfis leves de aço galvanizado e fechadas com chapas de placas cimentícias, de OSB ou drywall.