Passo a passo: drywall com isolamento acústico

Passo a passo: drywall com isolamento acústico

A NBR 15.575 – Edificações Habitacionais, em vigor desde julho de 2013, exige paredes com capacidade de reduzir em, pelo menos, 45 dB o ruído entre unidades habitacionais. Esse índice é obtido por paredes de gesso acartonado com duas chapas de gesso em cada face. O sistema baseia- se no conceito massa-mola-massa em que a alternância de materiais reduz a transmissão de energia, seja térmica ou sonora. Nesse caso, a massa é representada pelas chapas de gesso e a mola pelo ar ou pelo isolante (lã mineral, de vidro, PET, rocha ou outro material) existente no interior da parede. Uma parede de drywall com seis chapas e duas mantas de lã de vidro (usada em salas de cinema, por exemplo) pesa 70 kg/m² e barra até 60 dB.

Com espessura de 12,5 mm e revestidas com cartão, existem três tipos de chapas, com pastas de gesso com diferentes composições. A mais comum é a Standard (ST), branca, para áreas secas. A RU, verde, resistente à umidade, é usada em áreas molháveis ou molhadas. A avermelhada, resistente ao fogo, é destinada a rotas de fuga. Há, ainda, chapas para forro, com função acústica. A eficiência acústica sempre se relaciona às boas práticas executivas, especialmente quanto aos acabamentos.

EQUIPAMENTOS E FERRAMENTAS

Fotos: Ana Sachs

Fita banda acústica, desempenadeira de aço inox 30 cm, nível de bolha, parafuso 35 mm, parafuso 25 mm, parafuso 13 mm, espátula de aço inox 14 cm, laser multidirecional, fita para acabamento, capacete, fio traçante, máscara, finca pinos, estilete, martelo, alicate puncionador, tesoura, esquadro, taco de lixa número 60, trena 5 m, plaina, óculos de proteção, luvas de roteção, serrote de ponta, parafusadeira para drywall.

Fotos: Ana Sachs

Passo 1. Guias metálicas no chão e no teto orientam as paredes. O alinhamento é feito com laser multidirecional e fio traçante.

Fotos: Ana Sachs

Passo 2. Os perfis que formam as guias são cortados com tesoura. Na face que fica em contato com o teto e o piso o perfil recebe fita de polietileno expandido, com função acústica.

Fotos: Ana Sachs

Passo 3. A fixação da guia é feita com parafusos e buchas ou com pistola finca pinos.

MONTANTES

Fotos: Ana Sachs

Passo 4. Os montantes, perfis que estruturam a parede, são fixados às guias a cada 30 cm, 40 cm ou 60 cm, a depender do projeto. Podem ser cortados com a tesoura para ficar 5 mm menores que a altura da parede. Um nível de bolha (ou prumo) é usado para o alinhamento. São fixados com alicate puncionador a 20 mm do piso.

INSTALAÇÕES

Fotos: Ana Sachs

Passo 5. Vãos de porta exigem montantes duplos. Instalações elétricas e hidráulicas devem ser colocadas antes do fechamento da parede.

Fotos: Ana Sachs

Passo 6. Na obra fotografada foi usada lã de vidro, mas os procedimentos são semelhantes para outros materiais isolantes. A manta, fornecida em rolo, deve ser cortada em função da altura da parede. Em alguns casos, por conta do pé-direito mais alto, é necessário usar mais de uma.

ISOLANTE ACÚSTICO

Fotos: Ana Sachs

Passo 7. O corte é feito com estilete e régua. A utilização de máscara e óculos nesta etapa é imprescindível, pois a lã é feita de micropartículas de vidro derretido e triturado que, se inaladas, são prejudiciais aos pulmões e olhos.

Fotos: Ana Sachs

Passo 8. Vãos menores, junto às portas, por exemplo, também precisam receber o isolante.

FIXAÇÃO DAS CHAPAS

Fotos: Ana Sachs

Passo 9. Calços mantêm as chapas a 1 cm do chão durante a instalação. Colocadas na vertical, são fixadas às guias e montantes com parafusadeira especial para drywall. Os parafusos são colocados a cada 25 cm ou 30 cm, a 1 cm das bordas e devem penetrar o perfil em, no mínimo, 10 mm.

Fotos: Ana Sachs

Passo 10. As chapas de drywall devem ser 1 cm menores que o pé-direito. O corte é feito com estilete e guia metálica. A plaina e a lixa removem restos de cartão e dão acabamento liso às bordas.

Fotos: Ana Sachs

Passo 11. Pequenos cortes podem ser feitos com serrote de ponta.

ACABAMENTOS

Fotos: Ana Sachs

Passo 12. Nas juntas entre chapas o acabamento é composto de três demãos de massa de rejunte e fita especial de acabamento. Nos cantos internos, a fita deve ser aplicada vincada. Coloca-se a massa, depois a fita e mais uma camada de massa, enquanto a primeira ainda estiver úmida. Em seguida, uma terceira demão de rejunte é aplicada.

Passo 13. Cantos externos recebem cantoneira de reforço e massa de rejunte.

Por Ana Sachs

Apoio técnico: Fábio Fiori, técnico da Gypsum Drywall