Plantas: Instalações de esgoto

Plantas: Instalações de esgoto

Seja para uma casa pequena, ou em um edifício de múltiplos pavimentos, a instalação de esgoto deve cumprir alguns objetivos. Permitir rápido escoamento dos despejos sem obstrução das tubulações, e evitar a passagem de gases (e, consequentemente, de mau-cheiro) para o interior das edificações são alguns deles. O sistema predial de esgoto sanitário também deve evitar a contaminação da água e permitir que os seus componentes sejam facilmente inspecionáveis.

Para conseguir isso, o projeto precisa prever a instalação apropriada de uma série de componentes, como tubulação primária e secundária, caixas de inspeção, sifões, rede de ventilação etc. Tudo isso está especificado na norma técnica NBR 8.160:1999 – Sistemas Prediais de Esgoto Sanitário – Projeto e Execução.

Os símbolos que aparecem no projeto (TQ, RV, ES, EP, CV, entre outros) são padronizados e geralmente são uma abreviação do nome completo do dispositivo. Já o número que aparece logo abaixo do símbolo indica o diâmetro da tubulação.

Confira como interpretar corretamente as informações contidas nos projetos de instalações de esgoto. No exemplo abaixo, apresentamos um projeto elaborado para um edifício residencial com múltiplos pavimentos.

Por Juliana Nakamura

Apoio técnico: Julio Fonseca, diretor de engenharia da GreenGold Engenharia