Certo e errado: segurança e saúde nas obras

Certo e errado: segurança e saúde nas obras

CERTO

Veja só: luvas, capacete, óculos de proteção e máscara que impede a inalação de pó. É assim que se deve trabalhar no corte de blocos de concreto. Até o protetor auricular está ali. Ou você preferiria ficar surdo com o barulho da serra gritando alto no seu ouvido?

ERRADO

A escolha do local de armazenamento não poderia ser pior. Sem qualquer proteção, o lugar está todo alagado. A consequência não pode ser outra: vai acelerar a corrosão das telas metálicas, encharcar os blocos cerâmicos e a areia. Resultado: prejuízo!

CERTO

A técnica de soldagem de tubos de cobre é simples e fácil, mas precisa ser feita por um profissional. Além de nunca dispensar os materiais de segurança (luvas e óculos de proteção), é preciso ter cuidado especial com o manuseio do maçarico, para que ele não caia, evitando acidentes.

ERRADO

Operário não tem de ser equilibrista, não! Ainda mais nestas condições, arriscado a tomar um banho fora de hora. Ele até porta um cinturão paraquedista, mas observe onde o talabarte está “ancorado”: na luva dele!

Colabore com a seção Certo e Errado – envie fotos em alta resolução sobre bons e maus exemplos relacionados à organização, segurança e saúde nos canteiros. Não serão identificadas construtoras ou obras. O objetivo da revista é orientação por meio de imagens.
E-mail: equipedeobra@pini.com.br